Trabalhos Acadêmicos Mais Comuns

Para quem ingressou num curso superior, seja ele qual for, a sua rotina de estudos deve ter mudado drasticamente. Se no Ensino Médio as pesquisas e seminários pareciam torturantes, agora são muito mais. Além das provas tradicionais, há uma série de trabalhos acadêmicos mais comuns na avaliação não só o domínio do conteúdo daquela disciplina como também a capacidade argumentativa do aluno e a promoção de pesquisas científicas.




Espera-se de um bom trabalho acadêmico que ele apresente novas técnicas, demonstre novas evidências, difunda conceitos e teorias pouco conhecidas, recupere ou conteste um determinado conhecimento de uma certa área do saber. Há diversas possibilidades de avaliar um novo cientista. Trago oito trabalhos acadêmicos mais comuns nas faculdades. Os quatro primeiros têm menor grau de complexidade que os quatro últimos, mas não são irrelevantes e têm propósitos específicos.

Trabalhos Acadêmicos Mais Comuns

  • Estes geralmente são aplicados às disciplinas, há pouca probabilidade de serem exigidos como requisitos para obtenção de algum título.

Fichamento

Este tipo de trabalho requer pouca interferência crítica do pesquisador, mas é frequentemente utilizado por grupos de estudos, em levantamento de referências bibliográficas. Serve como um bom material de apoio para estudos.

Relatório

Alguns professores solicitam relatórios de palestras importantes, sobre o andamento de alguma pesquisa. No meio acadêmico, serve para documentar experimentos, por exemplo.

Resenha

É uma descrição feita com bastantes detalhes. Tende a ser um resumo com extensão um pouco maior que a da sinopse. Pode-se fazer dois tipos de resenha: resumitiva ou crítica.

Comunicação

Trata-se de uma apresentação que pode ser oral ou escrita sobre determinado assunto.

Veja também

Normas ABNT – Modelo de monografia – formatação no Word

O que é TCC?

Como Duplicar a Velocidade do Aprendizado

  • Estes geralmente são exigidos como requisitos para obtenção de algum título.

Artigo

Esse tipo de trabalho é mais comum para apresentar os resultados de uma pesquisa em revistas científicas. Como forma de estimular a escrita de artigos científicos, muitos orientadores solicitam esse tipo de trabalho visando publicação futura em alguma revista científica.

Monografia

A Monografia é o resultado mais robusto de uma pesquisa. Sua redação segue normas específicas. A proposta desse trabalho é de preparar os alunos para as duas escritas posteriores, a Dissertação e a Tese. Este tipo de trabalho é, normalmente, exigido apenas uma única vez ao final da Graduação, mas pode ser solicitado mais de uma vez durante o Mestrado/Doutorado.

Dissertação

É o segundo tipo de texto científico mais complexo. Semelhante à Monografia, espera-se que ela contribua com a comunidade científica trazendo olhares diferenciados sobre algo que já se sabe. Não é exigida a criação de conceitos, mas o ineditismo deve ser respeitado. Serve apenas para consolidar toda a pesquisa feita ao longo do mestrado.

Tese

É o tipo de texto científico mais complexo, dentre todos os já apresentados. Semelhante à Monografia e À Dissertação, espera-se que ela contribua com a comunidade científica trazendo novos olhares sobre algo que já se sabe ou a formulação de novas teorias. Espera-se que aborde novos conceitos. Serve apenas para consolidar toda a pesquisa feita ao longo do doutorado.

Fizemos uma rápida apresentação dos trabalhos acadêmicos mais comuns durante a vida acadêmica de qualquer pesquisador. Excetuando-se a Dissertação e a Tese, os demais trabalhos podem ser solicitados mais de uma vez e aplicados a diversas situações.

Em breve trataremos de cada modelo separadamente.

Conteúdo sugerido

A importância de fazer os Objetivos Gerais e Específicos

Revisar o TCC sem plágio – Garantido!

Como aprender qualquer Língua Estrangeira?


Deixe uma resposta