O que é Complemento Verbal?

Complemento Verbal é o nome dado ao termo que completa o sentido do verbo. Geralmente ficam à direita do verbo, no final da frase. Por ser um complemento, sua ausência na frase prejudica o entendimento do enunciado. Somente em casos muito específicos, pode-se omitir essa informação.

Complemento Verbal: principais características

Há dois tipos básicos de Complementos Verbais: Objeto Direto e Objeto Indireto.

  • Objeto Direto: Elemento, definido ou não, que é selecionado pelo predicador verbal, geralmente, sem preposição. Normalmente é a resposta para “O que X Y?”, considerando X o sujeito e Y o verbo. Vejam as frases abaixo:

Eu joguei a bola para as crianças. (O que eu joguei? A bola.)

Entreguei o livro ao professor. (O que eu entreguei? O livro.)

Os voluntários serviam sopas nas noites frias. (O que os voluntários serviam? Sopas.)

  • Objeto Indireto: Elemento que necessita de preposição e é exigido pelo verbo. Assim como o Complemento Nominal, o Objeto Indireto sempre é preposicionado, mas este completa o sentido do Verbo.
 Eu joguei a bola para as crianças.
Entreguei o livro ao professor.
Fizeram-lhe uma festa surpresa.

A preposição mais comum é a (em alguns casos, para). Deve denotar um ser animado ou concebido como tal. Expressa o sentido de “beneficiário”, “destinatário”. Pode ser substituído pelo pronome pessoal objetivo lhe/lhes.

Eu joguei a bola para as crianças. // Eu lhes joguei a bola.
Entreguei o livro ao professor. // Entreguei-lhe o livro.
Fizeram uma festa surpresa para ela. // Fizeram-lhe uma festa surpresa.

CUIDADO!!

O gramático Rocha Lima chama a atenção para um equívoco de se chamar qualquer elemento preposicionado de Objeto Indireto. Quando não podemos substituir o termo preposicionado por lhe/lhes, este será chamado de Complemento Relativo, outros autores chamam de Objeto Indireto mesmo. Vejamos os exemplos abaixo:

Gosto de você.

Ele assistiu ao jogo.

Preciso de ajuda.

 Se, numa prova, não houver a opção Complemento Relativo, os termos destacados acima devem ser considerados como Objetos Indiretos.

Complemento Verbal especial: Objeto Direto preposicionado

Há casos em que o complemento verbal é um elemento preposicionado com função de objeto direto. O exemplo mais característico é:

Amar a Deus sobre todas as coisas.

A preposição “a” geralmente explicita o contraste entre o Sujeito e o Complemento Verbal. Encontramos o Objeto Direto preposicionado principalmente:

a) quando se trata de pronome oblíquo tônico (uso obrigatório):

“Nem ele entende a nós, nem nós a ele”.

b) quando, principalmente nos verbos que exprimem sentimentos ou manifestações de sentimento,  se deseja aumentar a estima por alguém ou ser personificado:

Amar a Deus sobre todas as coisas.

Consolou aos amigos.

c) quando se deseja evitar ambiguidade, principalmente nos casos de:

1) inversão (o objeto direto vem antes do sujeito):

A Abel matou Caim.

2) comparação:

“Isto causou estranheza e cuidados ao amorável Sarmento, que prezava Calisto como a filho“.

Obs.: Sem preposição poder-se-ia interpretar filho como sujeito: como filho preza; todavia, o uso da preposição neste caso não é gramaticalmente obrigatório.

d) na expressão de reciprocidade – um ao outro, uns aos outros:

Conhecem-se uns aos outros.

e) com o pronome relativo quem:

Conheci a pessoa a quem admiras.

f) nas construções paralelas com pronomes oblíquos (átonos ou tônicos) do tipo:

“Mas engana-se contando com os falsos que nos cercam. Conheço-os, e aos leais”.

g) nas construções de objeto direto pleonástico, sem que constitua norma obrigatória:

Ao ingrato, ou não o sirvo, porque (para que) me não magoe”.

 Dica!

Não se pode confundir Objeto Direto preposicionado com Posvérbio, porque este altera a significação do verbo.

Outros Termos Integrantes

Complemento Nominal

Agente da Passiva

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. 18 de outubro de 2018

    […] Oblíquos são aqueles que desempenham função sintática de Objeto Direto ou Objeto Indireto. Possuem formas átonas e tônicas. As formas átonas são palavras sem tonicidade colocadas […]

  2. 18 de outubro de 2018

    […] O que é Complemento Verbal? […]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: