Saber português vai abrir bastantes portas para você.

Por que estudar Português?

Caso você more em algum país lusófono (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste) ou tem bastante contato com pessoas desses países, conhecer a língua portuguesa é muito umportante para saber se comunicar com maix facilidade. Por exemplo, á uma série de erros ortograficos nete texto que podem passar despersebidos por algumas pessoas, mas para outras, dói os olhos de ver iço.

Brincadeiras à parte, comunicar-se de maneira clara e objetiva é importantíssimo. Não é à toa que em muitas entrevistas de emprego são cobrados conhecimentos matemáticos e a produção de uma redação. Dominar a Norma-padrão é essencial para todo aquele que pretende seguir a carreira acadêmica, desde as cadeiras humanas, biológicas e mesmo as matemáticas. Para ser um bom químico, o indivíduo deve saber não só os conhecimentos de cálculo, mas deve saber interpretar corretamente as indicações de todo o processo químico.

Caso você seja estrangeiro e pretende estudar uma língua moderna que está presente em 10 países como língua oficial, mais tantos outros que possuem comunidades de brasileiros, portugueses, angolanos, moçambicanos, etc. espalhados por toda a Terra. Perceba que somo quase 300.000.000 (trezentos milhões) de pessoas interessantes, alegres, consumidoras… sim, pode-se aprender português para fazer negócios conosco. 

Fonética e Fonologia

Dá-se o nome de Fonética à disciplina que estuda os sons da fala, em sua natureza física e fisiológica, os fones. A Fonologia é parte da gramática que estuda os fonemas. São considerados fonemas os conjuntos de traços fônicos com que numa língua se distinguem vocábulos de significação diferente.

Há três tipos de fonemas que devem ser considerados: Vogais, Consoantes e Semivogais. Entendendo a estrutura da sílaba, vemos os encontros vocálicos — Hiato, Ditongo e Tritongo — e os encontros consonantais — Dígrafos e Encontros Consonantais.

Essa parte é responsável pela descrição e prescrição dos acentos de intensidade, os Acentos Tônicos. É nesse trecho que costuma-se discutir os vocábulos sem acento e os monossílabos tônicos, inevitavelmente a Próclise e a Ênclise também são abordados.

Não necessariamente como capítulo à parte, mas quase todas as gramáticas, ao tratarem de fonética e fonologia, apresentam a pronúncia característica brasileira das vogais (tônicas e átonas), dos ditongos e tritongos (tônicos e átonos), de algumas consoantes mais marcadas, etc.

Muitas gramáticas e livros didáticos apresentam o Novo Acordo Ortográfico como base para a ortografia da língua portuguesa. Trata de: emprego da letra h, separação de sílabas, ditongos “ei“, “ou” e “oi”, uso do hífen e do apóstrofo, entre outras características.

Morfologia

MORFOLOGIA E AS CLASSES DE PALAVRAS

As Classes de Palavras são classificações baseadas mais na morfologia do que na sintaxe, mas este último quesito é levado em consideração também.

  1. SUBSTANTIVO — Os substantivos podem ser divididos em Concretos e Abstratos. Também podemos diferenciar os Substantivos como ComunsPróprios e Coletivos. Exemplos de Substantivos: Casa, Árvore, Ovo, Óculos, Camisas, Fogões, Amor, Ódio, Vento, Chuva, Anjo…
  2. ADJETIVO — O Adjetivo atribui diversas qualidades ao Substantivo. Os adjetivos concordam com o núcleo, geralmente um substantivo, em gênero e número (não existe nenhuma obrigatoriedade de concordância com o grau). Exemplos de Adjetivos: Bonito, Feia, Alta, Baixo, Comuns, Brasileiras, Nua, Europeia…
  3. ARTIGO — Há dois tipos de artigos, os Definidos (o, a, os, as) e os Indefinidos (um, uma, uns, umas). Quando diante de outras classes de palavras, tende a substantivá-las.
  4. NUMERAL — O Numeral é uma das classes de palavras que apresenta menos “problemas”. Sendo bem simplista, basta decorar essas palavras ou entender a lógica por trás de cada numeral. Sua aplicabilidade é bem vasta.
  5. PRONOME — De modo geral, faz referência a um objeto substantivo considerando-o apenas como pessoa localizada do discurso.
  6. VERBOVerbos precisam passar 5 ideias ao mesmo tempo: Modo, Tempo, Número, Pessoa e Voz. No português, tempo e modo são apresentados em uma desinência só; número e pessoa, em outra desinência. A Voz, Ativa ou Passiva, é caracterizada principalmente pela organização sintática dos verbos e seus auxiliares.
  7. ADVÉRBIO — A maioria dos advérbios modificam o Verbo, mas não apenas. Expressam diversas circunstâncias adicionando significação à ação principal. Há advérbios que expressam a intensidade com a qual foi feita determinada ação, outros descrevem o modo como ocorreu um certo acontecimento etc.
  8. PREPOSIÇÃO — A preposição não tem significado; não pode aparecer numa frase sem estar relacionada a outro termo; sempre estará integrando o termo que está posposto a ela com o que está antes da mesma. Não desempena nenhuma função sintática ou papel temático.
  9. CONJUNÇÃO — Podemos separar as conjunções em dois grandes grupos: as Coordenativas e as Subordinativas. As conjunções coordenativas são cinco: Aditivas, Adversativas, Alternativas, Conclusivas e Explicativas. As conjunções subordinativas são dez: Causais, Consecutivas, Concessivas, Finais, Condicionais, Proporcionais, Conformativas, Temporais, Comparativas e Integrantes.
  10. INTERJEIÇÃO — A tradição gramatical considera a Interjeição como uma palavra que exprime uma emoção. As interjeições são elementos de caráter mais afetivo da linguagem, valendo por frases inteiras. Algumas vezes têm sentido que pode variar conforme a entoação e os gestos corporais empregados

QUER TER UM MAPA DA GRAMÁTICA?

Tem muita gente que não sabe por onde começar a estudar os conceitos gramaticais tamanha a quantidade de itens. Eu preparei um material com alguns comentários feitos sobre a Nomenclatura Gramatical Brasileira (NGB).

Para você ter acesso a esse material gratuitamente, basta clicar na imagem abaixo, cadastrar um e-mail e fazer o download. Simples!

Além do e-book, você vai ter acesso a:

  • Conteúdos exclusivos de Português;
  • Dicas de revisão de textos;
  • Dicas para o seu TCC/Dissertação/Tese
  • Recomendações de livros e mais…