7 Atitudes Para Aprender Um Novo Idioma

Já tentou aprender um novo idioma e não conseguiu entender direito o que está escrito ou o que as pessoas estão falando? Começamos uma série que pode te ajudar a aprender qualquer língua, mesmo as antigas. No artigo “Como aprender qualquer Língua Estrangeira?“, vimos que é possível, sim! No artigo “Novas Línguas: 3 Princípios Vitais do Aprendizado“, mostras os princípios básicos que vão otimizar o seu aprendizado. Agora, vamos às 7 atitudes que vão fazer você aprender qualquer e quantos idiomas você quiser.

Atitudes Para Aprender Um Novo Idioma

  1. Ouça de tudo
  2. Tente entender o significado de primeira
  3. Comece a misturar
  4. Concentre-se no aspecto central
  5. Aja como uma criança
  6. Imite os trejeitos
  7. Não pense na tradução, pense na “imagem”

Como aplicá-los?

Músicas, notícias, filmes, tudo isso SEM LEGENDA. A legenda vicia o seu olhar e a sua mente para uma parte da imagem, não permitindo que você perceba com detalhes as expressões corporais das pessoas enquanto falam.

Se o seu foco é leitura, use o dicionário com menor frequência e siga o contexto, por exemplo: em inglês, You pode ser Tu/você ou Vós/vocês, o verbo regular é escrito da mesma forma, então como diferenciar Tu/você trabalha(s) de Vós trabalhais/vocês trabalham se é tudo You work? O contexto é a resposta. Na fala, recursos visuais ajudam muito. Na escrita, marcas textuais em torno do que você tiver dúvida resolverão possíveis ambiguidades.

Pense em 5 Verbos, 5 Nomes e 5 Adjetivos, são 455 combinações diferentes… isso só para começar.

Concentre-se em entender as palavras centrais do discurso. Não tente adivinhar o que cada palavra significa. Em inglês, used significa usei/usado, mas somebody that I used to know não pode ser traduzido como *alguém que eu usei para saber… used to é uma coisa só costumava. Então, traduzir todas as palavras não é garantia de entendimento da frase. Entenda a ideia central do que está sendo dito.

Crianças simplesmente falam, os adultos corrigem apenas o que não é adequado. Se você procura fluência em um novo idioma, não se preocupe com as regras gramaticais rígidas, apenas fale e, se as outras pessoas não te entenderem, as correções práticas virão.

Há idiomas que só podem ser falados com determinados gestos. Ao dizer mōshiwake arimasen (申し訳あり ません), em japonês, é de costume curvar-se em sinal de respeito, não agir dessa forma pode causar má impressão.

Ao ouvir êsh (אש), do hebraico, não pense: “êsh é fogo”. Associe a palavra com a figura do fogo. Relacione a palavra nod, do inglês, com o “acenar com a cabeça, como se faz ao dar uma resposta”.

Resumindo

Não disse que seria fácil, mas pode ser feito e aplicável a qualquer novo idioma, mesmo Grego antigo, Latim, Sânscrito, etc. Pode ser mais difícil para algumas línguas, mas para Inglês, Francês, Espanhol, Alemão, Italiano, Norueguês, Suaíle… todas essas línguas podem ser aprendidas de maneira efetiva


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: