Erro crasso – Origem

Já ouviu alguém dizer algo parecido com “ele errou muito feio com a gerente, foi um erro crasso”. O erro crasso é diferente do erro comum a que todos estamos sujeitos. O erro crasso é considerado inadmissível para a posição que a pessoa ocupa. Geralmente está relacionado a uma atitude desastrosa perante funcionários, seguidores, eleitores, admiradores, etc.

Quem foi Crasso?

Marcus Licinius Crassus (Marco Licínio Crasso) viveu entre 114 e 53 a.C. e foi um político importante na República Romana. Filho de Publio Licinio Crassus, teve dois filhos: o general Publio Licinio Crassus, morto em Carras, e o questor Marco Licinio Crassus. Crasso possuía uma enorme fortuna e é considerado o mais rico romano da história de Roma e detentor de uma das maiores fortunas de sua época.

Crasso decidiu invadir o Império Parta sem o consentimento formal do senado romano. Rejeitou uma oferta de ajuda do rei Artavasdes II da Armênia. Ele marchou com seu exército direto pelo deserto da Mesopotâmia sem usar o território armênio para invadir o Reino Parta.

Ele reuniu uma tropa de 35 mil legionários (equivalente a 7 legiões), 4 mil de infantaria leve e 4 mil cavaleiros, incluindo mil cavaleiros gauleses e partiu para a guerra. Tudo parecia bem, mas a arrogância custou não só a sua vida e a de seu filho, além de torná-lo sinônimo de estupidez.

Confiou cegamente em Ariamnes, árabe amigo de Pompeu, mas aliado dos partas. Levou seus homens até as partes mais inóspitas do deserto, sem provisões para uma batalha mais longa, sem exércitos aliados. Ele foi “na cara e na coragem”.

Os exércitos se encontraram próximo à cidade de Carras, atual Harã, Turquia. O general Cássio aconselhou Crasso a colocar seu exército na tradicional formação de batalha: infantaria no centro e cavalaria nos flancos. A estratégia foi vista com bons olhos, mas mudou a formação para um quadrado. Essa formação oferecia mais proteção, mas era proporcionalmente lenta.

Vários generais pediram para montar acampamento, não foram ouvidos. Crasso preferiu seguir os desejos de seu filho Publio, que estava ansioso para lutar. Subestimou o exército inimigo, pensou que seria vitorioso rapidamente só por ser romano. Perdeu de maneira vergonhosa e ainda é o exemplo perfeito de “líder que não sabe liderar”.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: