Regras de acentuação

Já está valendo o Novo Acordo Ortográfico. Com isso, as regras de acentuação sofreram algumas alterações. O acento gráfico serve para indicar a devida pronúncia de determinadas palavras. Há dois tipos de acentuação nas palavras, uma principal e outra secundária. Apenas a acentuação principal é marcada com sinal diacrítico. Algumas palavras não possuem marcação indicativa de acentuação, mas sua pronúncia é indiscutível. Geralmente a tonicidade da palavra é marcada com algum acento, mas em casos específicos essa marcação é desnecessária. A seguir, apresentam-se as regras de acentuação gráfica conforme o Novo Acordo Ortográfico. Leia Mais

Fonema

Dando continuidade ao assunto abordado no post anterior sobre Fonética e Fonologia, neste artigo serão tratados alguns pontos importantes sobre o que se entende por Fonema. Há duas abordagens que podem ser feitas a respeito da emissão de sons feita pelos seres humanos. Uma abordagem pode ser feita analisando-se os componentes orgânicos envolvidos no processo. A outra, que é o foco deste artigo, trata da descrição desses sons. Leia Mais

Fonética e fonologia do Português

Este é um artigo introdutório do que será discutido em outros quatro artigos. O assunto aqui abordado é Fonética e Fonologia do Português. Esse é um dos três pilares de toda Gramática. Ao lado da Morfologia — que abrange o sistema mórfico — e da Sintaxe — que foca no sistema sintático —, Fonética e fonologia fazem parte do conjunto de estudos formais dos sons e da maneira de representá-los grafematicamente. Leia Mais

Gramática

Ah, a temível Gramática. Há quem diga que ela tem a finalidade de orientar e regular o uso da língua, estabelecendo um padrão de escrita e de fala baseado em critérios variados. Os gramáticos se baseiam nas obras literárias de grandes escritores como ponto de partida para a normatização de estruturas linguísticas. Também são consideradas estruturas que tenham alguma lógica para aquela comunidade de fala. A tradição, calcada nos escritos mais importantes, também é fonte de inspiração para a Gramática, mesmo que seja o ponto de partida para críticas e análises. Muitos gramáticos apelam para o que é considerado “Bom Senso” quando não há explicações plausíveis sobre a existência de certas regras gramaticais. Leia Mais