Homotransexualismo

Viu que a prefeitura emitiu nota sobre “histórias ou cenas de homotransexualismo”? Este é um daqueles artigos que muita gente vai concordar comigo e muita gente vai discordar do meu posicionamento.

A Confusão envolvendo o Homotransexualismo

Conforme matéria do portal G1, no dia 06/07/19, a Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou a retirada compulsória de determinados livros que seriam ofensivos e que estariam pondo em risco a inocência das crianças. O livro em questão é o que se apresenta na imagem a seguir.

Veja o que diz a Prefeitura do Rio:

“Obras dedicadas ao público infantil e adolescente que contenham histórias ou cenas de homotransexualismo, quando aparentemente veiculadoras de histórias que tradicionalmente não contenham esse tipo de abordagem, como as de heróis, induzem a erro o leitor e seus responsáveis, faltando com o dever de lealdade a quem tem o livre direito de expressão e, neste sentido, de opção sobre suas leituras ou a de seus filhos, de modo que, além do lacre, deverão advertir do respectivo conteúdo.

Longe de recriminar a conduta transexual ou homossexual de qualquer ser humano, o que configuraria odioso crime de racismo, a legislação e o exercício do poder de polícia de Postura Municipal no sentido de que sua retratação artística deva ser objeto de EMBALO DA RESPECTIVA OBRA COM LACRE E ADVERTÊNCIA PREVIA NO CASO DE PUBLICO INFANTIL E ADOLESCENTE.

Neste sentido, serve esta para notificar a entidade responsável por essa BIENAL DO LIVRO que, na forma da legislação federal e municipal, deverão ser recolhidas as obras que tratem do tema do homotransexualismo de maneira desavisada para a público jovem e infantil ou seja, QUE NÃO ESTEJAM SENDO COMERCIALIZADAS EM EMBALAGEM LACRADA, COM ADVERTÊNCIA DE SEU CONTEÚDO, sob pena de apreensão dos livros e cassação de licença para a feira e demais que sejam cabíveis.”

Homotransexualismo: Análise linguística

Parece que a intenção ao cunhar esse termo foi de aglutinar “homo”, de homossexual, com “trans”, de transexual, sob a capa do ismo, quero entender que esse uso é o que envolve “movimento ideológico”.

Vejo como um termo genérico em excesso e sem o menor cabimento ao caso. Não me consta que um dos personagens seja trans. Ao que eu saiba, Hulkling é um híbrido de Kree com Skrull, duas raças alienígenas do universo dos quadrinhos da Marvel. Não vejo como o termo “trans” pode ser associado ao caso.

O termo “Homotransexualismo” além de ser excessivamente genérico, o ideal para o caso seria “homossexual”. Vemos uma combinação que é rechaçada pela comunidade LGBTQIA+, o radical “homo-” e o sufixo “-ismo”, que durante um longo tempo o termo “homossexualismo” foi associado a doença. Essa combinação não favorece em nada os debates e discussões sobre o tema.

Minha opinião sobre o caso

Livros foram feitos para serem lidos, cada qual por seu público alvo. Histórias da Marvel e da DC sempre tiveram como premissa a busca pelo reflexo do que havia na sociedade.

Se eu não quiser que minha filha veja determinado conteúdo, não incentivo ou retiro de perto dela. Se ela me vem com alguma pergunta ou com algum comentário do qual eu não me sinto à vontade para discutir, eu chamo a mãe dela ou apenas digo que isso não é assunto para aquele momento.

Sempre vejo dizerem que “os pais devem tratar disso em casa”, que “isso não é assunto para o Estado”. Quando finalmente os pais têm a oportunidade de discutir esse tipo de assunto, vem o “superprotetor” Estado dizendo o que eu posso ou não apresentar à minha filha?!

Se você apoia o Estado retirando materiais de que você não gosta, não reclame quando ele começar a retirar materiais de que você gosta.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: