Nome em Libras é arbitrário?

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é a segunda língua oficial adotada pelo Brasil. Diferente do que se acreditava, os surdos não fazem gestos aleatórios, eles comunicam ideias por meio de gestos. Há uma gramática específica para Libras. Entre as diversas palavras nesse idioma, o nome em Libras (o gesto que representa o nome da pessoa) é tão arbitrário quanto “Paulo” ou “Joana”. Assim como não há nenhuma motivação para falar ou escrever “Juraci”, jogar um beijo também não tem nenhuma motivação específica, mas é o nome do Jô Soares em Libras. Vamos ver como ocorre a escolha do nome em Libras.

A arbitrariedade do nome em Libras

Toda palavra é arbitrária, mesmo as onomatopeias. Em Libras, uma pessoa tem seu nome inspirado em seus traços físicos, trejeitos e aspectos da personalidade, ou seja, as principais características que permitem a pronta identificação da pessoa. Geralmente um único sinal é escolhido para substituir a soletração do nome em língua portuguesa (esse processo de soletrar é chamado “Datilologia”).

Com os presidenciáveis, não é diferente. A maioria deles – 9 dos 13 – possui algum sinal que, nascido na comunidade surda, tem sido usado pelo intérprete em Libras durante o horário eleitoral gratuito. O Brasil tem hoje 63.859 eleitores com deficiência auditiva, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O G1, por meio da matéria “Traços, trejeitos e personalidade inspiram nomes dos presidenciáveis em Libras, a língua brasileira de sinais; veja quais são” perguntou à intérprete Mirian Caxilé, tradutora e intérprete de libras-português-libras, quais são os nomes dos presidenciáveis em Libras, e para identificar quais apareceram no horário eleitoral até 06/09/2018. A reportagem também pediu a avaliação de Alexandre Ohkawa, consultor de Libras e tradutor de horários políticos.

Veja o resultado.

Alvaro Dias (Podemos) – Nome em Libras: Marca de expressão perto da boca.

Cabo Daciolo (Patriota) – Nome em Libras: Testa franzida quando o candidato discursa.

Ciro Gomes (PDT) – Nome em Libras: Formato da boca “bem acentuada para os lados”, segundo a intérprete.

Fernando Haddad (PT) – Nome em Libras: Segundo Miriam, o sinal faz referência ao rosto marcante do candidato.

Geraldo Alckmin (PSDB) – Nome em Libras: Nariz comprido e afinado na ponta.

Guilherme Boulos (PSOL) – Nome em Libras: Destaque para o cavanhaque.

Henrique Meirelles (MDB) – Nome em Libras: Marca de expressão no rosto. Porém, no horário eleitoral o nome também vem acrescido de um sinal flexionando o braço. O muque tem sido utilizado na campanha ao citar o candidato.

Jair Bolsonaro (PSL)- Nome em Libras: Continência militar e cabelo.

Todos os candidatos possuem muitas outras características, sejam ela físicas ou de personalidade, mas a comunidade surda adotou esses traços sem que houvesse qualquer correlação com a língua portuguesa, exceto o caso de Cabo Daciolo, que tem seu nome “soletrado” na propaganda eleitoral. A continência militar e o detalhe do cabelo, atribuídos a Bolsonaro na campanha de Alckmin, podem ser justificados pelo fato de ele ser o único ligado diretamente às forças armadas. Isso indicaria a fata de arbitrariedade, mas Alckmin possui um sorriso bastante peculiar, mas o seu nariz é utilizado para determinar o nome em Libras.

Não basta a pessoa querer que um determinado sinal represente seu nome, a comunidade surda deve entender e relacionar esse sinal com a pessoa. Não adianta querer usar um sinal “feliz”, se a pessoa está sempre de “cara fechada”. O sinal pessoal é uma palavra em Libras. Esse sinal é simbolizado pela primeira letra do seu nome, de acordo com o alfabeto em Libras, com esse sinal você pode, por exemplo, tocar uma cicatriz em seu rosto, fazer um movimento linear vertical com a mão para se referir a um cabelo longo, ou a um acessório que você utiliza com frequência.

Parece fácil, mas é muito difícil criar um sinal pessoal por conta própria. Não crie o seu próprio sinal, permita que uma pessoa surda dê um a você. Quando um surdo designa um sinal pessoal, significa que você já é considerado parte da comunidade surda. Existem vários outros motivos pelos quais a soletração do nome não deve ser substituída por um sinal criado por conta própria: Pode ser que você adote uma configuração de mão ou movimento difícil de ser compreendido, ou agramatical (sim, Libras possui regras gramaticais próprias).

Recomendo também:

Gramática

Como Falar Seu Nome em Libras

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.