A Língua Portuguesa

A Língua Portuguesa faz parte de um conjunto de idiomas derivados diretamente do Latim, língua oficial do império romano. Com a expansão do império, houve gradual descentralização do governo romano. Muitas regiões mais afastadas de Roma foram deixando de falar unicamente o latim, acrescentando-lhe vocábulos e estruturas de línguas bárbaras. Esse mesmo processo deu origem ao Galego-português, Espanhol, Francês, Italiano, Romeno, entre tantas outras.

Como se chegou à Língua Portuguesa?

O domínio romano se estendeu em direção ao Oceano Atlântico e mais uma região é anexada ao Império, a Lusitânia. Por volta do século V, o Império do Oeste começa a ruir por causa das invasões bárbaras. A dominação romana, política e militar, se enfraquece gradativamente nas extremidades do grande Império Romano do Ocidente.

A Península passa por várias guerras entre os séculos V d.C. e IX d.C. Muitas são guerras de reconquista. Os Mouros (árabes originários do norte do Marrocos) dominaram toda a região desde o século VIII d.C. até XII d.C. O Reino de Portugal foi fundado em 1139, mas reconhecido somente em 1143 d.C. Portugal é considerado o primeiro reino unificado da Europa. Com a queda do Império Romano do Ocidente, os visigodos mantiveram o latim e alguns costumes romanos na península. As pessoas que ali habitavam, com o passar do tempo, mudaram o latim para o que ficou conhecido como Galego-português. Imagine uma mistura de português com espanhol antigo, palavras que começavam com “ç”, muitas coisas que pareceriam bizarras nos dias atuais.

Língua Portuguesa de verdade

Palavras latinas sofreram alterações fonéticas, orações sofreram ordenações e moldes diferentes dos padrões latinos, até que Fernão de Oliveira publicou a primeira gramática da língua portuguesa, a “Grammatica da Lingoagem Portuguesa”, em Lisboa, no ano de 1536. Quatro anos após o lançamento da gramática de Fernão de Oliveira, o historiador João de Barros, considerado como o primeiro grande historiador português, publicou uma gramática ilustrada da língua portuguesa. Esta seria a segunda obra a normatizar a língua portuguesa, como se falava na época.

Os séculos XIV, XV e XVI foram marcados pelas grandes navegações. Portugal era uma grande potência no transporte de mercadorias e no comércio de especiarias e de escravos. As principais rotas marítimas eram controladas por portugueses e espanhóis. Portugal tinha colônias na África, Ásia e América, o que facilitava muito as idas às Índias.

Onde a língua portuguesa está presente?

O Português é a língua oficial de oito países: Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Pode-se identificar vocabulário nativo, adaptações gramaticais e de pronúncia características de cada país, mas ainda assim a língua mantém sua unidade. Também é falado em pequenas comunidades, reflexo dos povoamentos portugueses datados a partir do século XVI, como é o caso de: Zanzibar (na Tanzânia, costa oriental da África); Macau (na China); Goa, Diu, Damão (na Índia); Málaca (na Malásia).

Presença da língua portuguesa nos continentes

América

O Brasil é o único país de fala portuguesa em toda a América. No período colonial, o português falado no Brasil foi influenciado pelas línguas indígenas, africanas e de imigrantes de outros países europeus. Provocando assim as diferenças regionais na pronúncia e no vocabulário verificadas, por exemplo, no Nordeste e no Sul do país. Nos demais países do continente americano, o português é falado praticamente só por brasileiros e seus descendentes.

Europa

O português é a língua oficial de Portugal. A partir de 1986, o país passou a integrar a Comunidade Econômica Europeia (CEE) e a língua portuguesa foi adotada como um dos idiomas oficiais da organização. Há falantes concentrados na França, Alemanha, Bélgica, Luxemburgo e na Suécia, sendo a França o país com mais falantes da língua portuguesa.

Ásia

Entre os séculos XVI e XVIII, o português atuou como língua franca nos portos da Índia e sudeste da Ásia. Atualmente, a cidade de Goa, na Índia, é o único lugar do continente onde o português sobrevive na sua forma original. Entretanto, o idioma está sendo gradualmente substituído pelo inglês. Em Damão e Diu (Índia), Java (Indonésia), Macau (ex-território português), Sri Lanka e Málaca (Malásia) fala-se o crioulo, língua que conserva o vocabulário do português, mas adota formas gramaticais diferentes.

Oceania

O português é idioma oficial no Timor-Leste. No entanto, a língua dominante no país é o tétum. Devido à recente ocupação indonésia, grande parte da população compreende o indonésio bahasa, apenas uma minoria compreende o português. O primeiro projeto de apoio do Brasil iniciado em Timor-Leste foi o de implementação do Centro de Promoção Social, Formação Profissional e Desenvolvimento Empresarial de Becora, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), atualmente chamado de Centro de Formação Profissional Brasil – Timor-Leste.

O objetivo do projeto era a capacitação de mão-de-obra timorense nas áreas de construção civil, marcenaria, costura industrial, hidráulica, eletricidade, panificação e informática, com vistas a introduzir no mercado de trabalho timorense profissionais para atuarem ativamente na reconstrução do país. O Centro de Becora foi implantado nas antigas instalações de um Centro de Formação local que fora destruído pelas milícias pró-Indonésia. O trabalho de recuperação dessas instalações fez parte do treinamento dos alunos do Centro de Becora. No período de 2002 a 2005, aproximadamente 700 alunos concluíram os diversos cursos de formação em Becora.

África

O português é a língua oficial de cinco países africanos, Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe. É utilizado na administração, no ensino, na imprensa e nas relações internacionais. Por serem ex-colônias portuguesas, tiveram o idioma como língua oficial no período colonial e mantido após as guerras de independência. A língua convive com diversos dialetos crioulos.

Em Angola, 60% dos moradores têm o português como língua materna. Cerca de 40% da população fala dialetos crioulos como o bacongo, o quimbundo, o ovibundo e o chacue; em Cabo Verde, quase todos os habitantes falam o português e um dialeto crioulo, há duas variedades desse dialeto, a de Barlavento e a de Sotavento; em Guiné-Bissau, 90% da população fala o dialeto crioulo ou dialetos africanos, enquanto apenas 10% utiliza o português; em Moçambique, somente 0,18% da população considera o português como língua oficial, embora seja falado por mais de 2 milhões de moçambicanos. A maioria dos habitantes usa línguas locais, principalmente as do grupo banto; nas ilhas de São Tomé e Príncipe, apenas 2,5% dos habitantes falam a língua portuguesa. A maioria utiliza dialetos locais, como o forro e o moncó.

Antártica(Antártida)

Para não dizer que o português não está na Antártica, há uma equipe de pesquisa composta por brasileiros, ou seja, até no extremo sul do mundo se fala Português…

Ver também:

Gramática

Fonética e fonologia do Português

Regras de acentuação

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: