Ler e Escrever em Hebraico em 4 Lições – Lição ד

Estamos encerrando essa série sobre como ler e escrever em hebraico em apenas quatro lições. Na Lição א, vimos as letras do alfabeto de א – ט; na Lição ב, vimos as letras do alfabeto de י – ס, encerrando o alfabeto, a Lição ג apresentou as letras de ע – ת. Na Lição ד, veremos as Vogais, que não fazem parte do alfabeto hebraico.



Lição ד

Diferentemente de outros idiomas antigos, como Latim e Grego, o hebraico não possuía vogais em seu sistema alfabético. Em hebraico, a palavra Consoante (עיצור) possui a mesma raiz (עצר) de “fixo/estático/parado”. A palavra Vogal (תנועה) possui a mesma raiz (תנע) de “móvel/movimento”. Sabendo que as consoantes são “as mais importantes”, há casos em que uma mesma ordenação de letras pode ter mais de uma pronúncia.

Vejamos a seguinte configuração de consoantes:שלום

Essa palavra pode ter três pronúncias diferentes. Uma diferença de pronúncia pode ser vista na palavra שָׁלוֹם (paz), que pode ser “shalom” e “sholom”, sem que haja distinção de significado. Porém, a palavra שִׁלּוּם (conclusão) tem pronúncia diferente, “shilum”.

As vogais são, efetivamente, sinais diacríticos que indicam a pronúncia. Podem ocorrer em baixo ou ao lado da consoante base, como no Árabe, mas também podem ser combinadas com determinadas consoantes.


As vogais

Por questões metodológicas, estou usando a letra א como base para a apresentação das vogais. Não há, teoricamente, diferença fonológica entre vogais abertas (á, é, ó) e fechadas (â, ê, ô). A diferença entre as vogais homófonas está na duração, se são breves ou longas.

A

אָ – Kamats (קמץ): Este sinal indica um “a” longo. Exemplos: אָדָם, זָנָב, תָּכְנִית, צָהֹב

אַ – Patahh (פתח): Este sinal indica um “a” breve. Exemplos: גַּרְזֶן, כַּרְמֶל, מַטְבֵּעַ, רַב

E

אֵי/אֵ – Tseirei (צירי): Estes dois tipos indicam um “e” longo, muitas das vezes é pronunciado “ei”, sem que haja mudança de significado. Exemplos: סֵפֶר, תֵּשַׁע, סִפֵּר, פֵּרוּשׁ

אֶ – Segol (סגול): Este sinal indica um “e” breve. Exemplos: פֶּלֶג, מֶלֶךְ, כֶּלֶב, עֶרֶב

I

אִי – Hhirik maleh (חיריק מלא): Este sinal indica um “i” longo. Exemplos: שִׁיר, צְהֻבִּים

אִ – Hhirik Hhaser (חיריק חסר): Este sinal indica um “i” breve. Exemplos: סִפּוּר, יִכְתְּבוּ, לִסְגֹּר

O

אֹ/אוֹ – Hholam (חולם): Este sinal indica um “o” longo. Exemplos: חֹלִי, נוֹף, מְלֹא, קֹדֶשׁ,

אָ – Kamats-katan (קמץ קטן): Este sinal indica um “o” breve. Tem a forma idêntica à da vogal “a”, mas é pronunciado “o”. Algumas comunidades de fala usam essa pronúncia como padrão para todo e qualquer Kamats. Exemplos: צָהֳרַיִם, יָּקָם, חָכְמָה, כָּל

U

אוּ – Shuruk (שורוק): Este sinal indica um “u” longo. Exemplos: סוּס, יֹאכְלוּ, שׁוּרֶק, קִבּוּץ

אֻ – Kubuts (קובוץ): Este sinal indica um “u” breve. Exemplos: יֻלַּד, קֻטֹּלֶת, צְהֻבִּים, מָעֻזִּים

O Shevah e os Hhatafim

Quando pretendemos pronunciar apenas o som da consoante, encontros consonantais ou coda silábico (final de sílaba), utilizamos o Shevah (אְ), por vezes é pronunciado como um “e” breve. Teoricamente, nenhuma letra gutural* (ע e א, ה, ח) pode receber o Shevah, assim, são adicionadas a essas letras os seguintes hhatafim:

אֲ – Hhataf-patahh (חטף־פתח): Esse sinal indica um “a”. Exemplos: חֲלוֹם, הָאֲחֻזוֹת, יַעֲקֹב, אֲשֶׁר

אֱ – Hhataf-segol (חטף־סגול): Esse sinal indica um “e”. Exemplos: נֶאֱמָן, הֶחֱלִים, אֶאֱסֹף, אֱלֹהֵינוּ

אֳ – Hhataf-kamats (חטף־קמץ): Esse sinal indica um “o”. Exemplos: צָהֳרַיִם, מִמָּחֳרַת, פָּעֳלוֹ, אֳניה

 

Note-se que as vogais estão presentes na Bíblia hebraica (תנ״ך) e em alguns jornais voltados para estrangeiros em Israel, mas livros modernos, sites, e textos em hebraico moderno não apresentam as vogais.

Nesta Lição ד, a última desta série, vimos como as vogais são utilizadas em hebraico.

 

* A letra ר (resh) é considerada uma letra gutural, mas pode receber o shevah.


Deixe uma resposta