Língua Materna e Língua Estrangeira, qual a diferença?

Você sabe diferenciar os conceitos de Língua Materna (L1), Segunda Língua e Língua Estrangeira (L2)? Por conta da globalização, não é raro vermos um casal de nacionalidades diferentes criando seus filhos em um terceiro país.

Spinassé (2006) apresentou um exemplo muito pertinente a respeito desse problema:

A título de ilustração: uma criança nasce e cresce na Alemanha, filha de um francês com uma colombiana. Se com cada um dos pais ela se comunica nas suas línguas respectivas, e na creche, na rua, com os amigos e vizinhos o alemão é a língua diária, essa criança tem, claramente, três línguas maternas: francês, espanhol e alemão. […]

De forma geral, contudo, a caracterização de uma Língua Materna como tal só se dá se combinarmos vários fatores e todos eles forem levados em consideração: a língua da mãe, a língua do pai, a língua dos outros familiares, a língua da comunidade, a língua adquirida por primeiro, a língua com a qual se estabelece uma relação afetiva, a língua do dia-a-dia, a língua predominante na sociedade, a de melhor status para o indivíduo, a que ele melhor domina, língua com a qual ele se sente mais a vontade… (SPINASSÉ, 2006:5)

Se essa mesma criança nascesse na Suíça provavelmente o “problema” seria ainda maior, pois alemão, francês, italiano e romanche são idiomas oficiais no país, claro que em determinadas regiões uma língua é mais comum que outra, mas, ainda assim, há muitas regiões bilíngues na Suíça. Se você for brasileiro, de pais brasileiros, nasceu e cresceu no Brasil, sua Língua Materna é o Português, com 99% de certeza.

Língua Materna não se aprende

Não se aprende Língua Materna, ela é adquirida. A Língua Estrangeira é aprendida e não é natural ao círculo familiar. Deve-se diferenciar o aprendizado das regras formais da L1 do aprendizado de L2.

Quando vamos à escola, da infância à adolescência, não vamos para aprender Português, já chegamos sabendo dos seus princípios básicos.Ficamos na escola aprendendo regras específicas da língua que, muitas vezes, não são aplicadas nem aplicáveis à maioria das interações sociais.

Falar que brasileiro precisa aprender Português é um erro, o correto é dizer que brasileiro precisa aprender as regras da Norma-padrão do Português.

Fonte:

SPINASSÉ, K. P. Os conceitos Língua Materna, Sgunda Língua e Língua Estrangeira e os falantes de línguas alóctones minoritárias no Sul do Brasil. Revista Contingentia, 2006,Vol. 1, novembro 2006. 01–10

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: