Análise Sintática: 3 termos importantes

Análise Sintática é o nome do procedimento de decodificação dos elementos que compõem o período, seja ele simples ou composto. Na análise sintática, primeiro devemos localizar o Verbo ou a Locução Verbal, que são o ponto principal da oração. Nem toda frase possui verbo. Após a identificação do predicador verbal, temos que prestar atenção em três macrocategorias:

Termos essenciais, Termos integrantes e Termos acessórios.

1 – Análise Sintática: Termos Essenciais

Como o próprio nome já diz, esses dois elementos são essenciais para completo entendimento da oração.

Fazem parte desse grupo:

SUJEITO

PREDICADO

Observando a nomenclatura, parece que o sujeito deve estar presente em todas as orações para que estas tenham algum sentido. Há casos em que sua presença é efetiva, mas sua expressão é opcional, e há casos em que não existe sujeito. O predicado é efetivamente a informação em si, por esse motivo é obrigatória a sua presença na oração.

É muito importante saber diferenciar o sujeito do predicado para que se tenha clara a informação de quem efetuou ou foi alvo uma determinada ação. O sujeito tende a ser o elemento mais importante na frase, mas o predicado tem também muita importância, às vezes até mais, por se tratar da informação apresentada em uma dada cena. A análise sintática feita em um enunciado deve levar em conta todos os elementos que constituem o predicado.

2 – Análise Sintática: Termos Integrantes

Os termos integrantes agregam certas informações a determinados componentes específicos do predicado, completando, assim, o significado dos termos essenciais da oração.

Fazem parte desse grupo:

COMPLEMENTO VERBAL

COMPLEMENTO NOMINAL

AGENTE DA PASSIVA

O complemento verbal está ligado diretamente ao verbo, logo, faz parte do predicado. Sua presença na frase mostra informações como o que foi feito, a quem foi dirigida a ação e, no caso do agente da passiva, quem sofreu a ação. Muito do que se espera saber sobre uma notícia está nesses elementos. O complemento nominal pode ficar dentro do predicado, mas também pode acompanhar o sujeito.

Ver também:

Grande Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora

Moderna Gramática Portuguesa

3 – Análise Sintática: Termos Acessórios

Como todo acessório pode ser utilizado ou não (um cordão, um cinto, um chapéu, por exemplo), há informações consideradas dispensáveis sintaticamente, porém se fazem necessárias, para o melhor entendimento do que se é dito em determinados contextos.

Fazem parte desse grupo:

ADJUNTO ADNOMINAL

ADJUNTO ADVERBIAL

APOSTO

O problema de chamar um determinado conjunto de essencial e outro de acessório está no que se considera como primordial ou dispensável numa informação. A sintaxe preza por determinadas estruturas em detrimento de outras. A semântica estabelece outros tipos de relação entre esses termos.

Adjuntos desempenham funções bastante parecidas, mas não iguais, às desempenhadas pelos complementos. A riqueza de uma oração está na quantidade de elementos que agregam valor. Adjuntos e apostos permitem a compreensão mais detalhada da cena.

Obs:

O VOCATIVO é um termo independente da oração, sendo assim não é nem essencial, integrante nem acessório.

Espero ter ajudado, clique nos links para o desdobramento de cada tema.

3 comentários em “Análise Sintática: 3 termos importantes”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: